Jornal Esportes de Praia: Canoagem Polinésia

September 19, 2012

 

Entrar no mar, muitas vezes assistindo o nascer do sol, é um privilégio indescritível, uma excelente forma de começar o dia com ânimo e disposição. Aos pés do Pão de Açúcar, na Praia Vermelha, ou de frente para o Cristo Redentor, na Praia da Urca, esta é uma realidade que já faz parte da rotina dos remadores de Canoa Polinésia do Carioca Va’a Clube.

 

A Canoa Polinésia, também conhecida como Canoa Havaiana, Outrigger, wa’a ou va’a, teve papel fundamental no processo de colonização das ilhas do Pacífico. As canoas eram parte essencial na vida das civilizações que habitaram aquela região, servindo como meio de transporte e elemento de integração sócio-cultural. Consideradas sagradas, a cada partida havia antes um ritual religioso, para abençoá-las e pedir proteção antes de entrar no mar.

 

As canoas tradicionais deram origem aos modelos feitos de fibra de vidro, utilizados atualmente para a prática de atividade física regular, turismo de aventura e esporte outdoor ao redor do mundo e no Brasil, onde a canoa polinésia chegou há pouco mais de uma década. No Havaí e Polinésia, a canoagem havaiana é uma atividade que reúne forte apelo esportivo e respeito às tradições da cultura local, com preservação dos rituais sagrados até os dias de hoje.

 

Galera do Carioca Va’a Clube, iniciando remada a partir da Praia Vermelha, na Urca, Rio de Janeiro.

No modelo mais utilizado, são seis pessoas remando, concentradas, cada uma com sua função dentro da equipe. Mais importante que a força é a sincronia dos movimentos e a união entre os remadores. Diferente do remo olímpico, não é um esporte apenas de competição. Há muito lazer, interatividade e contemplação. Além de remar, é possível pegar onda, parar em lugares bonitos, mergulhar e fazer amizades.

cultura havaiana aos pés do Pão de Açúcar

 

 A canoa polinésia é uma experiência aeróbica, desafiadora e excitante, que promove o condicionamento físico, o trabalho em equipe e o desfrute da recreação ao ar livre.

As remadas acontecem em grupo, durante a semana bem cedo ou no final da tarde, e aos Sábados. Sinta-se convidado! Entre em contato conosco para uma remada experimental.

 

Por Marcelo Depardo

* matéria intitulada “Mar, trabalho em equipe e tradições polinésias”, publicada no jornal “Esportes de praia“, Edição nº 3, Abril de 2012. Clique AQUI para baixar em PDF.

Please reload

Posts Em Destaque

Lygia Câmara, 78 anos, remadora de va'a

October 20, 2015

1/1
Please reload

Posts Recentes

February 14, 2014

September 19, 2012

September 19, 2012

Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Google+ Basic Square

Trabalho em Equipe

“KOMO MAI KAU MAPUNA HOE”

(coloque sua pá na água e junte-se ao esforço!)

O trabalho em equipe, desde os tempos antigos, é uma das características mais fortes do va’a. Na preparação das embarcações e no dia a dia dos núcleos de va’a, as tarefas podem ser distribuídas ou os remadores podem tomar a iniciativa. As características e habilidades de cada indivíduo para o grupo têm o mesmo valor: os mais jovens e fortes fazem o trabalho mais pesado, o ancião oferece incentivo e conselhos, outros limpam e preparam as amarras, abastecem a canoa com água e comida.

© 2016 por Carioca Va'a Clube | Canoa Polinésia | Urca | RJ

  • Facebook - Black Circle
  • Black Instagram Icon
  • YouTube - Black Circle
  • Google+ - Black Circle